sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Nível do Sistema Cantareira sobe pelo terceiro dia seguido!!!

O nível do Sistema Cantareira, que abastece a capital paulista e a Grande São Paulo, subiu pelo terceiro dia seguido, informou nesta sexta-feira (26) a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).
O índice do Cantareira foi de 7,2% para 7,4% nesta sexta. O dado se refere ao volume acumulado, contabilizando a segunda cota do volume morto.
Na quinta, choveu 3,2 mm sobre as represas do Cantareira. A precipitação acumulada desde o início do mês foi de 143,2 mm, índice abaixo da média de dezembro, que é de 220,9 mm. O sistema abastece cerca de 6,2 milhões de pessoas na capital e na Grande São Paulo.
No Alto Tietê, que atende 4,5 milhões de habitantes, o volume armazenado também subiu nesta sexta, passando de 11,6% para 11,9%.
Guarapiranga: subiu de 38,9% para 39,9%;

Alto Cotia: de 31,4% para 31,7%;
Rio Grande: de 70,5% para 71,5%.
Rio Claro: de 32,9% para 33,1%.
Fonte: G1
A vergonhosa falta de obras do estado de SP a anos, nos fazem ser obrigados a passar dias inteiros sem água! Torcendo para que ocorram chuvas...e com as chuvas, continuamos despreparados para suas enchentes!
A Sabesp não permite que usemos os poços artesianos, corta nossa água, não nos informa nem nos propõe um racionamento e nem mesmo uma discussão sobre o problema!
A única coisa mesmo que a Sabesp nos informa é que a tarifa sobe a partir do dia 29/12/14 para aumentar os lucros, e que em 2015 teremos multa se não reduzirmos o consumo!!!
Valeu Geraldo Alckmin! Feliz Novo Mandato, e para a população, sobreviva se for capaz!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Situação lamentável na Amazônia!

″Desmatamento zero já é insuficiente na Amazônia″, alerta pesquisador Antonio Nobre http://viajeaqui.abril.com.br/materias/desmatamento-zero-ja-e-insuficiente-na-amazonia-alerta-pesquisador-antonio-nobre

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

DILMA  CRITICA FALTA DE ÁGUA EM SP

A população está sofrendo com a falta de água, em algumas cidades, a pelo menos 1 mês, e mesmo assim o Governador de São Paulo reeleito, e José Serra, senador eleito dizem que a culpa é de São Pedro ao invés de assumirem a culpa por falta de planejamento e obras, enquanto isso a Sabesp, empresa que deveria investir todo o seu lucro em modernizar sua estrutura, decidiu distribuir dividendos aos acionistas!

(G1)
Dilma
Segundo o programa de Dilma, pelo menos dois estudos, um de 2004 e outro de 2013, já alertavam para o risco de crise no fornecimento de água no estado, mas "só após a eleição, a população de São Paulo ficou sabendo da gravidade".

"Há meses venho tentando ajudar, mas o governo não demonstrou interesse em fazer obras com o nosso apoio", declarou Dilma. "Em uma prova da nossa disposição, estamos liberando, pela Caixa Econômica Federal, com juros subsidiados, R$ 1,8 bilhão para a construção do sistema produtor de água São Lourenço. Esse sistema vai produzir no médio prazo mais água para a Grande São Paulo", declarou.

De acordo com o programa da candidata petista, em vez de fazer investimentos, a companhia de água de São Paulo, a Sabesp, priorizou a distribuição de mais de R$ 4 bilhões em lucros para acionistas. "O governo federal está disposto a ajudar em tudo o que for preciso para tirar a população de São Paulo dessa situação dramática", disse a presidente.

O programa relacionou o problema ao modelo de gestão do PSDB e indagou: "É assim que Aécio e os tucanos querem mudar para melhor o Brasil?". Também apresentou o depoimento do deputado estadual do Rio de Janeiro Marcelo Freixo (PSOL), que manifestou apoio a Dilma. "Sempre tive muitas críticas ao governo do PT, mas a candidatura de Aécio representa um dos maiores retrocessos. No segundo turno, meu voto é um veto a Aécio. Meu voto é Dilma", declarou.




quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Fora "Boataria"!

Aumento da rejeição de Aécio é um alerta para campanha tucana

por Gerson Camarotti


Um dado da pesquisa Datafolha chama a atenção: a rejeição do candidato do PSDB, Aécio Neves, subiu quatro pontos percentuais: hoje, 38 % dos eleitores não votariam de jeito nenhum no tucano (eram 34% no dia 9). Enquanto isso, a rejeição de Dilma ficou praticamente estável: passou de 43% para 42%.

Isso mostra que a estratégia da campanha de Dilma de desconstrução de Aécio Neves começa a dar certo. Na pesquisa anterior, a rejeição menor do tucano era uma vantagem nesse segundo turno. Mas com a ampliação desse índice, diminui o número de eleitores que poderiam votar no tucano. 

Integrantes da campanha de Aécio já reconhecem que o tucano também precisa partir para o ataque, já que a disputa está apertada. "Não adianta aparecer como vítima, como aconteceu com Marina Silva no primeiro turno. É preciso reagir. Esse não é o momento de oferecer a outra face", disse ao Blog um aliado de Aécio.
Notícia comentada pelo grande jornalista da GloboNews e G1 Gerson Camarotti, sobre a pesquisa Datafolha de 15/10.
Gostaria de fazer comentários sobre o que penso e sobre o que vejo falarem sobre os candidatos, mas sinceramente, na internet possui tantas inverdades sobre ambos, que me obrigam a manter distância desse assunto, o que posso dizer é que na minha opinião tanto Dilma quanto Aécio não representam o atual momento do Brasil e que ambos cheiram a corrupção nos próximos 4 anos, por uma internet melhor e sem “boatarias”! 

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Pesquisa Ibope mostra Dilma com 34% e Marina Silva com 29%

Candidato do PSDB, senador Aécio Neves, aparece com 19%.

Em simulação de segundo turno, Marina tem 45% e Dilma, 36%.


Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Dilma Rousseff (PT) com 34% das intenções de voto para presidente da República e Marina Silva (PSB), com 29%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, tem 19%, seguido de Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL), com 1% cada. Os outros seis candidatos somados acumulam 1%.
O levantamento indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora teria 45% e a atual presidente, que tenta a reeleição, 36%.
Encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo", a pesquisa é a primeira do Ibope com Marina Silva como candidata do PSB.

Dilma Rousseff (PT): 34%
Marina Silva (PSB): 29%
Aécio Neves (PSDB): 19%
- Brancos/nulos/nenhum: 7%
- Não sabe: 8%

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Luto pela morte de Antônio Ermírio de Moraes!!

Antônio Ermírio de Moraes ajudou a formar o maior conglomerado industrial do Brasil, o qual comandou por décadas, até que em 2001 foi diagnosticado com Alzheimer, deixou o conselho da companhia e raramente era visto em público.
Depois de enfrentar a doença por mais de uma década, ele faleceu no domingo aos 86 anos, em casa, por insuficiência cardíaca.
Ermírio de Moraes possuía estimados 25 por cento do Grupo Votorantim, segundo uma fonte a par do assunto.
O grupo industrial detém a maior produção de cimento e alumínio do Brasil, uma operação considerável de mineração e siderurgia, a maior produtora mundial de celulose e um grupo financeiro que controla o décimo maior banco do Brasil em ativos, entre outros negócios.
O Votorantim, agora liderado principalmente pela quarta geração da família e por uma equipe de executivos profissionais, prosperou durante a segunda metade do século passado, em um país marcado por enorme volatilidade política, altos e baixos econômicos e, especialmente, o ônus da hiperinflação.
Por ter como sua marca registrada a capacidade de prever oportunidades de negócios ambiciosos e executar grandes projetos, Ermírio de Moraes foi amplamente respeitado no Brasil por seu estilo de vida humilde e envolvimento em áreas tão diversas como a filantropia, a política e o teatro. Ele patrocinou a criação de um dos maiores hospitais de São Paulo, o Beneficência Portuguesa, onde visitava a sala de emergência sem avisar para se certificar de que o atendimento era rápido.
Antônio Ermírio de Moraes nasceu em 4 de junho de 1928 em São Paulo, o mais velho dos quatro filhos. Seu pai, José Ermírio de Moraes, fundou o Grupo Votorantim em 1918, após a compra de uma fábrica têxtil na cidade de Sorocaba (SP).
Depois de estudar mineração na Colorado School of Mines, nos Estados Unidos, no início da década dos anos 1940, Antônio Ermírio se juntou ao grupo e liderou uma expansão em produtos químicos e alumínio. Na década dos anos 1980, sob sua liderança, a Votorantim expandiu-se em papel e celulose e no setor bancário. Atualmente, o Grupo Votorantim atua em mais de 20 países.
Em 1986, ele tentou se tornar o governador do Estado de São Paulo, mas perdeu uma eleição. No fim dos anos 1990, Antônio Ermírio de Moraes escreveu três peças de teatro que retratam a política, a ética e a economia do Brasil.
A Revista Forbes recalculou recentemente o patrimônio líquido do empresário para cerca de 3,9 bilhões de dólares, abaixo dos 12,7 bilhões de dólares no ano passado, depois de descobrir uma divisão de propriedade no conglomerado. O resto do Grupo Votorantim é controlado por dois de seus irmãos e seus herdeiros, segundo a Forbes.
O engenheiro metalúrgico deixa a esposa, Dona Maria Regina Costa de Moraes, com quem teve nove filhos.

Antônio Ermírio de Moraes é um Homem, daqueles raros Homens, que fazem ser orgulhosos de ser brasileiros, e de saber com todo o seu poder e posição social ele foi um Humilde e grande Homem, Brasileiro, Paulistano!


Postagens populares

Visitantes

Google+ Followers

Translate