quarta-feira, 25 de abril de 2012

Desmatamento Zero!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Energia a preço justo, só com leilão



Nota Oficial
Para acessar a matéria original clique aqui

São Paulo - 15/03/2012

Energia a preço justo, só com leilão



Fim dos contratos de concessão, a partir de 2015, configura uma excelente oportunidade de redução dos preços da energia elétrica no Brasil



A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) vem acompanhando notícias veiculadas pela imprensa nos últimos dias, acerca do vencimento das concessões de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. A informação de que o governo federal pretende conceder um "desconto de dois dígitos” nas tarifas do setor coincide com a visão da entidade de que o fim dos contratos de concessão, a partir de 2015, configura uma excelente oportunidade de redução dos preços da energia elétrica no Brasil. Para conquistar essa bem-vinda redução tarifária, no entanto, as autoridades estariam tomando um caminho equivocado.



De acordo com as informações veiculadas, o governo federal estuda incluir a redução tarifária em uma nova prorrogação dos contratos. A Fiesp volta a alertar a sociedade que essa eventual decisão, além de desconsiderar a Constituição, não seria capaz de estabelecer o preço justo da energia no país. Como a entidade vem defendendo, os novos valores devem ser determinados com a realização de novas licitações pelo critério da menor tarifa, com transparência e acesso irrestrito a todos os eventuais interessados.



Outra notícia veiculada na imprensa informa que o governo federal também estaria planejando uma redução do ICMS cobrado nas contas de luz, com o mesmo propósito de reduzir as tarifas para os consumidores de energia. A Fiesp vem a público apoiar essa ideia, e mais: sugerir que ela seja adotada imediatamente. Com a realização dos leilões e a desoneração tributária em estudo pelo governo, a entidade acredita que o custo da energia será reduzido de forma considerável, contribuindo com mais um passo para a recuperação da competitividade brasileira e do dinamismo de nossa economia. “Com a energia a preço justo, obtida por meio dos leilões, e a redução do ICMS, vamos conseguir baixar a conta de luz, em benefício de todos os brasileiros”, declarou Paulo Skaf, presidente da entidade.



Federação das Indústrias do Estado de São Paulo

Além da eleição vamos monitorar esse assunto que muito nos agrada, Memória curta jamás!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Filme de Stuckert revela bastidores dos últimos momentos de Lula no poder

Ricardo Galhardo, iG São Paulo 29/03/2012 21:13 - Atualizada em 30/03/2012 13:35 | Para acessar a matéria original clique aqui


“Pela Primeira Vez”, documentário de média metragem dirigido por Ricardo Stuckert e produzido pela Casablanca Filmes que mostra em 3D a posse da presidenta Dilma Rousseff, estreia dia 25 de abril no Museu da República, em Brasília.
Embora mostre a posse de Dilma, o filme bem que poderia se chamar “Nunca na História Deste País”, jargão que marcou os oito anos do governo Luiz Inácio Lula da Silva.
O título remete ao objeto do filme, quando pela primeira vez uma mulher chegou ao mais alto posto da hierarquia política brasileira. Mas o documentário não é sobre Dilma. Lula, que deveria ficar no papel de coadjuvante, exerce um protagonismo natural.


É mais um capítulo da novela cinematográfica de Lula, talvez o único político brasileiro cuja trajetória foi acompanhada de perto pelo cinema, que inclui “Linha de Montagem” (Renato Tapajós, 1982), “Peões” (Eduardo Coutinho, 2004), “Entreatos” (2004) e “Atos” (2006, ambos de João Moreira Salles), narrando desde a origem sindical até a vitoriosa campanha presidencial de 2002.
“Pela Primeira Vez” traz imagens inéditas dos bastidores da posse de Dilma, como a visita de Lula ao ex-vice-presidente José Alencar, nos hospital Sírio-Libanês, no dia da posse, ou a intimidade do ex-presidente e a ex-primeira-dama Marisa Letícia, minutos antes da transmissão da faixa.
Entre as curiosidades está a declaração da mulher de Alencar, Mariza, dizendo que precisou ameaçar terminar com um casamento de 58 anos para convencer o vice-presidente, convalescente de um câncer abdominal, a não ir à posse.
O grande mérito do filme, no entanto, está no uso da tecnologia 3D, que coloca o espectador comum dentro do ambiente dos poderosos como, por exemplo, a diplomação de Dilma no Tribunal Superior Eleitoral, ou em cima do palanque montado na porta do prédio de Lula, em São Bernardo do Campo. As imagens da arquitetura braziliense em 3-D também impressionam.
Os textos se resumem à conversa entre Lula e Alencar no hospital e aos discursos do ex-presidente, em São Bernardo, e de Dilma, em Brasília, editados de forma a se complementarem como num jogral.
“É o primeiro documentário brasileiro em 3D”, disse Arlette Gaudin Siaretta, da Casablanca. “Mas não usamos a tecnologia gratuitamente. É uma liguagem que aproxima o cidadão comum do centro do poder”, completou ela.
Fotógrafo oficial da presidência nos oito anos de Lula, Stuckert teve acesso privilegiado à cerimônia de posse. Segundo ele, a ideia de fazer um documentário surgiu poucos dias antes da posse. “A primeira conversa foi no dia 2 de dezembro. No dia 15, dois dias antes da diplomação, tínhamos 10 câmeras 3D da Casablanca em Brasília”, disse ele.
Seguindo Arlette, o custo do trabalho externo ficou entre R$ 900 mil e R$ 1 milhão, integralmente bancados pela Casablanca, sem patrocínios ou leis de incentivo. “Nosso objetivo não foi fazer um filme comercial, nem político. É um filme histórico”, disse ela.
Depois da estreia em Brasília, “Pela Primeira Vez” tem exibições marcadas em outras sete capitais brasileiras. 

sexta-feira, 23 de março de 2012

Indefinições para as eleições e outros candidatos!

Com as indefinições sobre o real senário para as eleições deste ano, fica-se muito difícil analisar as especulações normais de um ano eleitoral. De quem vê de fora, ainda hoje, da-se como certo a candidatura de Haddad (PT), Serra (PSDB) e Chalita (PMDB). Soninha Francine provável candidata e opositora nas urnas de Kassab, é mais conhecida no pário do que os dois novatos (Chalita e Haddad).

Serra por ser forte na disputa e ao mesmo tempo desacreditado, pela maioria dos eleitores, por abandonar o sucessivos mandatos no meio do caminho. Quando Serra é candidato, a um cargo que seja muito provável sua vitória, o primeiro ponto em que devemos estar  atentos é: Quem será seu vice! Para que não nos iludirmos novamente com um novo desconhecido dormir como vice e acordar como prefeito. E daí, sem nenhum compromisso com a cidade, aumentando passagens de ônibus de qualquer forma, e dando a mínima a opinião dos cidadãos. Se gabando de iluminar a cidade no natal, como se isso fosse um serviço público, e nunca antes houvesse isso acontecido.

Soninha Francine, pode ser até uma das melhores escolhas, por ter sido vereadora, e sub-prefeita de Kassab até 31 de Março de 2010, conhecer a cidade muito bem, suas pessoas, suas deficiências e qualidades, seus políticos e suas políticas, por ser uma pessoa muito bem ativa politicamente e sem dúvidas muito inteligente.


Soninha sempre está ligada sempre a movimentos da sociedade, como direitos humanos dos GLBTs   e jovens, além do fomento ao esporte e à cultura e da acessibilidade para deficientes físicos. Causou polêmica quando em sua campanha em 2008 chegou a um debate de bicicleta.






Um candidato "alternativo" é sempre bem vindo a uma disputa eleitora, por trazer aos holofotes, um outro discurso, um outro tema que normalmente agente sempre achou importante mas que os  outros candidatos normalmente não colocam como prioridades! Soninha Francine teve apenas 4,19% dos votos em 2008 na candidatura a prefeito.


sexta-feira, 2 de março de 2012

Corrida pela prefeitura!

Depois da última Cartada de José Serra colocando-se disposto a candidatar-se à prefeitura de São Paulo, eis que surge o ícone no senário eleitoral. Não se fala em outra coisa.
Inegável dizer que Serra dá uma grande visibilidade ao novo senário, por ser candidato a prefeito pela segunda vez, e por ter sido eleito, por ter mais experiência nas urnas se comparado com Chalita e Haddad. Serra vem como última alternativa de Kassab, o xerife atual das alianças e vem também, de certa forma, tentar não perder território, visto que Serra já entra na disputa como favorito, antes mesmo de ser candidato oficialmente do partido.

Daí pra frente, uma avalanche de "notícias" com teorias de conspiração dizendo que Serra vencendo em São Paulo, sairia do PSDB, para uma nova sigla resultado de uma fusão com PSD de Kassab. E que se assim Serra procedesse, apoiaria Dilma em 2014 contra Aécio.

Em Resumo, o que por enquanto é plausível: Serra entra favorito, Alckmin se decide entre Chalita, PMDB (seu ex-secretário) e seu colega de partido. Kassab abraça seu "padrinho" e lhe oferece seus sócios do PSD... E Lula, Dilma e Haddad??"assistem a tudo em cima do muro!"


Para deixar registrado ainda temos Soninha Francine, Celso Russomano e Tiririca, que eu deixo pra falar no próximo post.






segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

2012 mil motivos pra voltar a postar

Olá para todos,

Decidi voltar a postar, pessoal, afinal, 2012 é ano de eleições municipais. Ano que começa de verdade a valer o Ficha Limpa claro que não poderíamos deixar de ficar de olhos abertos nesses candidatos.

Pra que não se diga que memória do eleitor brasileiro é curta, vamos recordar a história recente de candidatos de todos os lugares, os mais "caras-de-pau", ou não?!

Hoje foi oficialmente nos colocado "goela a baixo" a manchete em todos os sites da nada admirada candidatura de nosso querido Twitteiro, nosso ex-governador (renunciado); ex-prefeito (renunciado); ex-ministro (melhor ministro) da saúde; ex-senador (2 vezes, e duas vezes renunciou); e ex-deputado federal (DUAS VEZES, E DESSA VEZ SÓ NÃO RENUNCIOU POR QUE SAIU PARA SER MINISTRO DE FHC); ex-presidente da Une, etc. Amigos o que falar de José Serra?

Deixo o espaço aberto. E um vídeo para reflexão!



Abraços!

Postagens populares

Visitantes

Google+ Followers

Translate